Mês: janeiro 2010

D&DXP: Encontros de D&D

Texto original: D&DXP News: D&D Encounters
Postado em: 28 de janeiro de 2010
Autor: Bartoneus
Site: Critical Hits

Ontem no D&D Experience 2010 a Wizards of the Coast anunciou o seu novo programa chamado D&D Encounters, uma evolução natural do conceito Delve Night. O programa objetiva encorajar jogadores a se misturarem e interagir mais com outros jogadores em suas localidades e permitir que os jogadores participem de torneios para ganhar prêmios legais e pilhagens D&D.

Este novo programa é organizado por uma loja que  recebe sessões curtas de jogo a cada semana, normalmente 1 ou 2 encontros por sessão, de fevereiro até o final da primavera. Eles também ganharão Pontos de Renome por completar missões nestas sessões que podem ser trocados por recompensas no jogo como parte dos torneios já mencionados para os jogadores e as lojas ganharão prêmios “que tornarão as lojas locais ainda mais legais para jogar D&D“. Eu não faço idéia do que isso significa.

Aqui está a informação oficial:

D&D Encounters:

  • As inscrições para o D&D Encounters serão abertas no dia 8 de Fevereiro
  • Cada kit do D&D Encounters (chegarão as lojas em 10 de Março) virão com todo o material necessário para apoiar 12 jogadores e 2 mestres – aventuras, mapas, marcadores, recompensas para os jogadores e pôsteres promocionais que dobram como um registro de jogo.
  • Nas quartas-feiras os jogadores participarão de um encontro para uma sessão de D&D com duração de 1-2 horas.
  • A primeira temporada do D&D Encounters destacará a masmorra icônica Undermountain em Forgotten Realms e ocorrerá entre 17 de Março e 2 de Junho.

A primeira mini-campanha de D&D Encounters se passará em Forgotten Realms e explorará novas áreas de Undermountain, com seus próprios personagens, um que eles criem na loja, ou personagens prontos que vêm com o kit. Será uma boa oportunidade para os jogadores experimentarem outros personagens ou para que tentem mestrar sua primeira aventura, uma vez que um kit completo de material será oferecido, tornando o jogo mais fácil de ser rolado.

Em cada batalha, os jogadores irão receber Pontos de Renome resgatáveis por recompensas no jogo; a medida que os jogadores progridem na campanha, eles irão ganhar Pontos de Renome por completar encontros, finalizar missões e se engajar em outras atividades da aventura. Antes e durante o jogo, nós iremos encorajar a discussão via internet (Twitter e o site da comunidade Wizards) para compartilhar experiências com outros jogadores ao redor do mundo e até mesmo pistas/bônus para uso no jogo.

E para dar suporte as lojas participantes, a Wizards irá hospedar torneios e promoções para oferecer prêmios que tornarão as lojas lugares ainda mais interessantes para jogar D&D. Informações sobre o D&D Encounters e promoções relacionadas (a medida que eles surgirem) poderão ser acessadas em www.dungeonsanddragons.com/dndencounters.

Lidando com suas fraquezas [P2]

Texto original: Addressing Your Weaknesses [Part 2]
Postado em: 05 de janeiro de 2010
Autor: Ameron
Site: Dungeon’s Master

Como você explica os baixos atributos mentais (Inteligência, Sabedoria e Carisma)? Como os baixos valores de atributos afetam a forma como você interpreta o seu personagem? Nós vamos continuar vendo quais as conseqüências no jogo de um valor 8 e vamos sugerir algumas explicações para os seus baixos valores de atributo.

É improvável que qualquer personagem comece com um valor de atributo menor do que 8, mas mesmo 8 é abaixo da média. Se você for um grande jogador você provavelmente irá maximizar alguns atributos e sacrificarão outros.

Alguém percebeu o dragão? Ele nos percebeu.

Lembre-se que suas escolhas em ter baixos valores de atributos mentais deve ter implicações na interpretação dentro do jogo. Em Jogando com personagens com baixos valores de atributos nós vimos como superar problemas que se originam de jogadores que se recusam a interpretar os seus baixos valores de atributos.

As sugestões que nós apresentamos abaixo não são as únicas explicações, mas estão provavelmente entre as mais comuns. Como você escolhe jogar com seu personagem com um atributo igual a 8 cabe a você, mas deve haver uma diferença notável entre os personagens com um 8 e com 18 no mesmo atributo. Em alguns casos, baixos valores podem ser superados com os equipamentos certos, seleção de talentos ou senso comum.

Consulte Lidando com suas fraquezas [Parte 1] para explicar seus baixos valores nos atributos físicos (Força, Constituição e Destreza).

Inteligência

  • Um baixo valor de Inteligência significa que seu personagem é estúpido. Você aprende com mais lentidão e você tem perícias de raciocínio baixo. Você ainda é capaz de fazer as coisas, mas você precisa de mais tempo para completar as tarefas e requer mais direcionamentos.
  • Uma explicação possível para seu baixo valor de Inteligência pode ser a falta de um treino formal ou educação durante o seu crescimento. Você pode ter sido um escravo, um refugiado de guerra ou um morador das ruas, ou talvez você cresceu em isolamento sem ter alguém para ensiná-lo.
  • Provavelmente você aprendeu a se confiar mais nos seus instintos (Sabedoria) do que no conhecimento dos livros.
  • Você pode ter sido inteligente uma vez, mas um trauma severo na cabeça resultou numa perda de memória ou apenas dificuldade de aprendizado e processamento de novas informações.
  • Como você compensa seu baixo valor em Inteligência? Você tenta rir de seus erros e interpreta o bobo? Talvez você tente esconder sua ignorância mantendo-se quieto e não falando muito. As pessoas pensam que você é indeciso uma vez que você dá de ombros sempre que lhe fazem uma pergunta direta?
  • Você pode cair no extremo oposto e não perceber sua própria inépcia. Você tenta constantemente contribuir, mesmo quando suas idéias sejam ultrajantes e claramente inapropriadas. Talvez você tenha aprendido simplesmente a repetir o que os outros falam a fim de parecer inteligente e seus companheiros apenas pensam que você é subserviente.
  • Pouco conhecimento pode ser muito perigoso. Você normalmente não será bem sucedido nas jogadas de conhecimento de monstros, mas isso não significa que você não possa opinar. Você pode ter uma tendência de compartilhar o que você acha que é verdade (mesmo quando a informação for completamente imprecisa). Talentos de Treino em Perícia em uma das perícias de conhecimento é uma boa forma de tratar essa falha.
  • Se você tiver um baixo valor de Inteligência você deve considerar fortemente um bom valor de Destreza, de outra forma as suas defesas CA e Reflexos irão sofrer enormemente. Se nenhum desses dois atributos for o seu melhor atributo, você pode querer considerar usar uma armadura pesada ou usar um escudo.

Sabedoria

  • Um baixo valor em Sabedoria significa que você carece de senso comum e tem instintos fracos. Você está sujeito a fazer suposições baseadas em má interpretação (ou apenas falta) dos fatos. Um baixo valor de Sabedoria não significa que você é estúpido, apenas distraído.
  • Um baixo valor de Sabedoria demonstra falta de foco. Você tende a sonhar acordado e pode ser visto como não confiável. Sabedoria freqüentemente vem com a idade, então talvez o seu personagem seja apenas jovem e tolo. Também existe a possibilidade que você seja apenas esquecido.
  • Você provavelmente assumirá que todos sabem o que você pretende ou que se você sabe de alguma coisa, todos devem saber isso também. Essa suposição pode levar você a deixar de fora detalhes que são obviamente de conhecimento comum. “Claro que existem orcs na floresta. Eles estão nos seguindo há quase meia hora”.
  • Se você colocou um baixo valor de Sabedoria, sua Percepção e Intuição irão sofrer com isso. Se você não quiser ser pego sempre desprevenido, você deve escolher talentos como Prontidão ou Treino em Perícia para melhorar estas perícias.

Carisma

  • Um baixo valor em Carisma significa que você não é uma pessoa popular. Você sofre de baixo alto-estima e tem baixos valores em perícias sociais. Você também pode ser extremamente tímido.
  • Seu baixo Carisma provavelmente origina-se da falta de autoconfiança. Talvez você tenha sido chamado de inútil durante toda a sua vida e você acredita nisso. O seu atormentador pode ser um pai abusivo, irmão dominador ou um empregador cruel.
  • Seus sentimentos de pouco valor pode significar que você considera que todos os comentários sejam críticas.
  • Talvez o seu baixo Carisma se origine de uma grande culpa. Você pode guardar um segredo vergonhoso que você teme um dia ser descoberto. Você foi um escravo, um bastardo, um criminoso ou um inimigo do reino? Talvez você se culpe por um grande erro como a morte de um amante ou de ter fugido de uma batalha importante.
  • Uma crise de fé também pode explicar a sua falta de segurança.
  • Baixo Carisma não significa necessariamente que você não é atraente, mas este pode ser um fator contribuinte. Talvez você tenha uma terrível cicatriz, tenha um defeito de nascença ou apenas parece diferente. Sua aparência exterior apenas contribui para o seu baixo Carisma se você desejar que seja assim.
  • Como você compensa ou tenta superar seu baixo Carisma? Você fala mais alto do que os outros para ter certeza que será o centro das atenções? Talvez você trate os outros da forma como foi tratado, censurando e insultado qualquer um que seja feio ou diferente.
  • Se você reconhece que tem um baixo Carisma, talvez você se contente em ser o poder por trás
    do poder. Você sussurra suas boas idéias nos ouvidos de alguém e deixa que ele leve o crédito, presunçosamente conscientemente de que sua boa idéia foi aceita. Talvez você não seja tão esperto e sussurre nos ouvidos dos outros por ser muito tímido para falar por si mesmo.
  • Existem muitas formas de superar um baixo valor de Carisma e muitos deles contam com a interpretação. Poucas mecânicas em jogo irão lhe conceder alguma vantagem. Cercar-se de amigos carismáticos é uma boa forma de desaparecer no segundo plano se você busca o anonimato.

Hero Scape Ravenloft Board Game

A galerinha da Wizards of the Coast está tweetando para valer e eu pesquei algumas informações interessantes sobre o jogo de tabuleiro Hero Scape Ravenloft Board Game.

O jogo terá um clima tenso e terá como publico alvo aqueles grupos que não estão com tempo para jogar uma partida de 4 horas do clássico D&D. O jogo terá uma duração média de 1 hora. No melhor estilo Pandemic e Space Hulk – jogos nos quais Ravenloft se baseará – o grupo estará a todo momento prestes a ser derrotado, cercados por todos os lados por mortos-vivos e armadilhas dentro das criptas do castelo.

Existem diferentes objetivos para vencer o jogo, dentre eles recuperar o símbolo sagrado de Ravenloft ou destruir o próprio Conde Strahd.

O jogo virá com 42 miniaturas não pintadas incluindo personagens e monstros, além de fichas de terrenos para garantir a experiência modular dos jogos de tabuleiro. Também estão presentes na caixa cartões para monstros, armadilhas e eventos que são jogadas a medida que os jogadores exploram as criptas do castelo.

A Wizards promete um jogo rápido, dinâmico e com um senso de horror que vai aumentando com o avanço do jogo.

As miniaturas presentes na caixa serão reimpressas de já existentes.

Eu aguardo ansioso este jogo de tabuleiro, que deverá entrar na minha lista de favoritos.

5º Trampolim no Bob’s

O Grupo Trampolim da Aventura realiza no próximo sábado, dia 30 de janeiro, a partir das 14 horas no Bob’s da Avenida Engenheiro Roberto Freire, em Natal, o 5º Trampolim no Bob’s, evento mensal que tem movimentado o Bob’s com RPG e jogos de tabuleiro.

Venham desfrutar de uma tarde agradável com sua família e amigos num ambiente climatizado, conhecendo jogos de tabuleiro, rpgs e tomando aquele ovo maltine.

A entrada é franca.

$1.000 em RPG para ajudar o Haiti

Originalmente publicado no Ambrosia por Phil Souza.

O site de vendas de livros eletrônicos de RPG DrivethruRPG está promovendo uma campanha para ajudar o Haiti que é genial  e por isso mesmo está ganhando cada vez mais força. Uma jogada inteligente que além de solidária, aumenta a visibilidade do site e das editoras que participarem oferecendo seus livros.

Você doa 20 dólares para os médicos sem fronteiras atráves da compra de um cupom de mesmo valor no site de vendas DriveThruRPG e ganha com esse cupom mais de 1000 dólares em material de RPG das editoras especificadas pela promoção. É RPG que não acaba mais!

Para os interessados, basta conferir a lista de editoras, mas não vá imaginando que você encontrará a White Wolf ou a Wizards of The Coast, a grande maioria são empresas menos conhecidas. Pense que além de praticar uma boa ação você terá a oportunidade de conhecer realmente novos jogos de RPGs.

Vale lembra que você deve ter paciência, a demanda de pedidos está bem grande e encontro relatos de que as vezes o site está ficando fora do ar. A campanha está movimentada, no momento em que escrevo esse post oDriveThruRPG comemora 141,320.00 dólares em doações.

Se você está disposto a ajudar e ganhar essa bolada em livros de RPG? Segue o link da promoção/campanha:

http://rpg.drivethrustuff.com/product_info.php?products_id=78023&SRC=haiti

Representado Classes: Xamã

Corpo, Mente e Espírito. Esses são os três componentes da vida inteligente e já houveram debates sem fim sobre qual deles é o mais importante.

Para o Xamã, o Espírito é o elemento dominante, mas e os outros dois? Como eles os ordenam entre si? Há muito tempo, duas escolas de pensamento emergiram a cerca desta questão e naturalmente eles possuíam pontos de vista diferentes. Estes pontos de vista levaram essas escolas a oposições violentas e até hoje existem conflitos remanescentes. Alguns poderes, no entanto, ainda existem e são ensinados aqueles que pertencem a essas escolas.

Para os xamãs do Corpo existem: 1 poder diário, 2 poderes por encontro e 3 poderes utilitários que concedem a seus companheiros espirituais peso e tamanho, permitindo que ele interaja mais diretamente com o mundo ao seu redor.

Para os Xamãs da Mente existem: 3 poderes diários, 1 poder por encontro e 1 poder utilitário que concede a seus companheiros espirituais inteligência e iniciativa própria, permitindo que eles ajam independentemente ou  minem seus inimigos.

Qualquer que seja o lado que você escolha (mesmo se você ficar neutro em relação as escolas) os poderes garantidos são boas opções para o seu controlador primal.

Texto original: From Behind the Wall: Class Acts – Shaman
Postado em: 26 de janeiro de 2010
Autor: Black Plauge
Site: Dragon Avenue

Testados dois gerenciadores de combate

Saudações aventureiros.

Ontem rolou sessão no Trampolim da Aventura e os personagens enfrentaram o último confronto da segunda parte da aventura Scepter Tower of Spellgard. Após fazer algumas modificações no layout do combate, acrescentando alguns lacaios, alguns esqueletos e um espectro.

Com um último jogador entrando ontem a mesa fechou e agora o grupo tem os seguintes membros:

  • Argrom – dragonborn warlord 4
  • Galinndan – eladrin warlock 3
  • Malak – tiefling psiônico 3
  • Paterni – humano feiticeiro 4
  • Terana’Haag – goliath swordmage 3
  • Troin – anão warden 3

Como tem sido uma constante, o jogo marcado para começar às 19 horas só começou às 20 horas e isso, se reflete também na hora que a partida se encerra, mas ainda creio poder colocar responsabilidade, mas vamos lá.

O propósito também era testar outro gerenciador de combate que o 20 no d20 encontrou. Sob vários aspectos o Dungeon Master’s Battle Screen é melhor. Quando importei um dos adversários dos jogadores para o DnD4e Combat Manager, ocorreu um erro no total de experiência da criatura e ao invés de contar os 1500 pontos de experiência, ele contava apenas 2 pontos de experiência e no final, o nível de encontro não era calculado direito.

Então quais as principais diferenças entres estes dois gerenciadores?

Gerenciadores de combate no ringue!!

O que D&D4E Combate Manager e o Dungeon Master’s Battle Screen tem em comum?

  • Ambos usam arquivos do Character Builder e do Adventure Tools, podendo também gerar arquivos dos próprios programas, o que desobriga o mestre de assinar (ou piratear) as ferramentas do D&D Insider;
  • Ambos gerenciam danos, curas, pontos de vida temporários e condições.

O que o D&D4E Combate Manager que o Dungeon Master’s Battle Screen não tem?

  • Para acrescentar monstros basta clicar com o botão direito no Adventure Tools e copiar no formato rich text e então colar no programa. Para acrescentar monstros do AT seu concorrente exige que o monstro seja duplicado e exportado no formato xml, sendo criado um repositório de monstros.
  • A ficha dos monstros aparece completa, de forma que o mestre não se perde nas informações e informações como regeneração aparecem como poderes. Algumas informações importantes da ficha no programa concorrente não aparecem e o mestre tem que inseri-los se quiser vê-los no combate.
  • Sistema de gerenciamento de poderes. Na iniciativa do personagem, o mestre pode controlar todos os poderes dos personagens, bem como os pontos de ação.
  • Quando o personagem recebe pontos de vida temporários mais de uma vez, eles não se acumulam, ficando somente o maior valor, enquanto que no seu concorrente esse gerenciamento é falho, acumulando-se sempre que são adicionados mais pontos de vida temporários.

O que o Dungeon Master’s Battle Screen tem que o D&D4E Combate Manager não tem?

  • Uma interface mais bonita.
  • Melhor gerenciamento das condições, dando contínuo e regeneração.
  • Gerenciamento das estatísticas de combate (quem acertou quem e quanto dano causou), incluindo um cronômetro que começa a contar a partir do início da iniciativa (muito bom para controlar o tempo dos combates).

Eu só consegui perceber dois bugs no D&D4E Combate Manager, o primeiro quando se tenta fazer qualquer modificação nas estatísticas das criaturas antes de rolar a iniciativa e outro relacionado ao valor de XP de uma criatura, o que propiciou uma não contabilização real do nível do encontro.

No Dungeon Master’s Battle Screen eu senti muita falta do controle de poderes e pontos de ação, da impossibilidade de ver todas as estatísticas dos monstros na ficha e na falha na contabilização dos pontos de vida temporários e embora ele tenha um sistema de gerenciamento muito eficiente das condições, danos contínuos e regeneração, consegui melhores resultados com o D&D4E Combate Manager (recomendo).

Se esses problemas que percebi no Dungeon Master’s Battle Screen forem resolvidos em atualizações futuras, ele será a minha escolha definitiva.

E vocês? Estão usando algum gerenciados eletrônico de combate em suas mesas? Testaram os dois? Concordam? Discordam? Opinem.

Trampolim RPG e Dragon Avenue

Saudações a todos.

Como vocês devem ter visto, hoje sairam duas notas sobre conteúdo que saiu na Wizards of the Coast e foram publicados no site Dragon Avenue, um excelente site gringo que eu venho acompanhando a alguns anos e que traz comentários sobre as matérias da Wizards.

Eu consegui mais essa parceria com a galera do site para trazer as novidades aqui pro Trampolim, deixando os leitores que tem menos familiaridade com o idioma inglês a par das novidades que rolam por lá. Como eu estou sem internet em casa e o firewall da instituição que trabalho barra o acesso a página da Wizards, o negócio é fazer o melhor dentro da legalidade e o Dragon Avenue cumpre muito bem este papel.

Então é isso, espero que curtam e comentem.

Princesa de Aço

Procurando por uma lenda, um estranho é abordado numa taverna por três ogros bêbados. Agora, além da natureza legendária de sua busca, ele tem que lidar com suas armas reais.

Com uma pequena quantidade de ficção, este artigo proporciona uma história interessante e divertida, garantindo diversão e sendo altamente recomendado no dia em que você tenha entre os 15 a 30 minutos que dura a leitura.

Texto original: From Behind the Wall: Steel Princess
Postado em: 26 de janeiro de 2010
Autor: Black Plauge
Site: Dragon Avenue

Domínios do Medo: A estrada sem fim

Nós já chegamos?
Não

Cada jornada pode começar com um simples passo, mas nem toda jornada termina quando se atinge o seu destino final. Algumas possuem desvios quando se viaja pelos Domínios do Medo, onde as estradas vão para todos os lugares sem chegarem a lugar nenhum. Criada por uma combinação de traição, ambição, amor e desespero, a Estrada sem Fim tem um senhor sombrio, mas um cujo poder é limitado de maneira interessante. Na maior parte de sua extensão, o senhor sombrio tanto não tem poderes como também é  caçado: ele é o objeto de vingança de alguém que foi traído uma vez. É apenas em uma pequena área que os poderes do senhor sombrio se manifestam e ele encontra o poder que ele tanto almejou. No entanto, mesmo lá, seu poder o escarnece. O verdadeiro controle sobre ele está além de sua compreensão.

Nós já chegamos?
Não!

Como qualquer Domínio do Medo, aqueles que se encontram na Estrada sem Fim se vêem presos pelas forças que criaram a Estrada. No entanto, diferente de outros domínios, a Estrada sem Fim não parece estar completamente ligada pelas névoas. Certamente se você andar pela estrada você as encontrará eventualmente, mas permaneça na Estrada e você poderá andar por ela para sempre sem que ela sequer se estenda a sua frente.

Nós já chegamos?
Não!

Além de uma descrição geral da Estrada em si, este artigo contém descrições de alguns lugares chave ao longo da estrada, além de algumas idéias de como a Estrada pode ser usada em uma campanha. Um propósito interessante que eu gostei é a idéia de um grupo usando a Estrada como um meio de viajar. Uma vez que um meio confiável de escapar da Estrada existe, um grupo de intrépidos aventureiros poderia eventualmente descobrir uma forma de pelo menos  predizer, se não controlar, onde as transições para e da Estrada ocorrem. As possibilidades que isso cria pode se transformar num arco de campanha muito interessante.

Nós levaremos a eternidade para chegar lá?
Não!

Texto original: Domains of Dread: The Endless Road
Postado em: 26 de janeiro de 2010
Autor: Black Plauge
Site: Dragon Avenue